Quatro meninas do Chibok ingressam na Universidade

Um casal nigeriano que mantém uma instituição de ensino estendeu a mão para as meninas que foram sequestradas e as encaminham de volta aos estudos

27-mulher-nigeriana-estudando-chibok-noticia

Há milhares de quilômetros da Escola Secundária do Governo em Chibok, em Borno, na Nigéria, está a Universidade, nos Estados Unidos, onde quatro meninas que foram sequestradas no dia 14 de abril de 2014 iniciarão suas aulas. Muitas das que já foram resgatadas, porém, ainda continuam em tratamento pós-trauma.

Um casal nigeriano já ajudou dez delas voltar a ter uma vida melhor, estudando nos EUA. Paul e Rebecca viajaram para Washington, recentemente, para participar da cerimônia de graduação do Ensino Médio de duas garotas. Debrah e Grace estavam entre 276 estudantes que foram sequestradas naquela noite pelo grupo extremista islâmico Boko Haram. O casal é cofundador de uma instituição de ensino conhecida como EMCI (sigla em inglês), que visa ajudar as crianças que vivem nas regiões afetadas pelo movimento jihadista, a prosseguir em seus estudos.

"Foi uma atitude de fé da nossa parte trazer algumas das meninas para dentro da nossa casa, durante quase 6 meses e, finalmente, conseguimos levá-las para os EUA", disse Rebecca. "É uma grande conquista, pois a educação delas estava comprometida. Somos gratos a Deus pela sua fidelidade", acrescenta Paul. O casal considera muito pobre a educação fornecida no norte da Nigéria. "As crianças mal podem ler ou escrever. Eu e meu marido tivemos uma boa educação e então pensamos que poderíamos fazer algo para as crianças daqui", observa Rebecca.

Até agora, mais de 2 mil crianças já frequentaram as escolas EMCI e, segundo o casal, 85% passou nos exames de inglês e matemática. O casal enfrenta vários desafios, incluindo a falta de verba. "Oramos pelas autoridades e incentivamos para que encaminhem as garotas de volta à escola. Pedimos também para que continuem lutando pelas meninas que ainda não retornaram aos seus lares", conclui Paul. Ore pela Igreja Perseguida na Nigéria.

Leia também
Milhões de crianças precisam de apoio psicossocial
O que todo cristão precisa saber sobre o Boko Haram
Mais 82 meninas de Chibok foram libertadas

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios