Portas Abertas completa 62 anos

Celebre conosco mais um ano do trabalho que alcança hoje mais de 60 países onde existe perseguição aos cristãos

15-internacional-irmao-andre

Hoje, a Portas Abertas completa 62 anos de atuação pelo mundo. Tudo começou em 1955, quando o jovem holandês Anne van der Bijl, mais conhecido como Irmão André, aceitou o chamado de Apocalipse 3.2: “Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer”. Assim, ele começou o trabalho de distribuição de literatura cristã para irmãos detrás da Cortina de Ferro. Na época, o fundador da Portas Abertas já dizia: “A questão mais importante para mim não é se contrabandeamos Bíblias, mas se vamos até lá. Queremos invadir não só países fechados, mas qualquer barreira inspirada pelo Diabo e feita pelo homem para afastar as pessoas da mensagem de Cristo, incluindo barreiras raciais, sociais, políticas, cul­turais e tantas outras”.

O tempo passou e a Portas Abertas cresceu. Hoje, atuamos em mais de 60 países com o propósito de servir e fortalecer irmãos que enfren­tam perseguição por causa da fé em Jesus Cristo: provendo oração, Bíblias, livros, treinamento e ajuda socioeconômica; preparando-os diante da ameaça de perseguição; conscientizando e mobilizando a igreja livre de perseguição da realidade que vivem os cristãos perseguidos, a fim de que se unam a eles seja orando, indo ou contribuindo.

Muito já foi feito, mas há ainda um grande caminho a percorrer. Nessa jornada de 62 anos, muitos foram os desafios para que o auxílio e suporte à Igreja Perseguida continuassem vivos e alcançassem cerca de 215 milhões de cristãos que são perseguidos ao redor do mundo. Louve a Deus conosco por essa obra e peça ao Senhor que continue sendo o centro desse trabalho. Apresente hoje os colaboradores da Portas Abertas que enfrentam diversos tipos de riscos e desafios pelo mundo com o objetivo de abençoar a nossa família da fé. A jornada continua, que continuemos a trilhá-la juntos!

Leia também
Irmão André completa 89 anos

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios