Obrigado pelo seu cartão para Hadija e Mellina

A Campanha de Cartões para as cristãs ugandesas foi uma bênção; 1.114 cartões seguem ao encontro de Hadja e Mellina


12-brasil-campanha-de-carta

Atualmente, Hadija é uma adolescente, mas já tem um extraordinário testemunho de fé. Aos 5 anos, começou a assistir aos cultos de uma igreja cristã, perto de casa. Ela ia escondido, já que o pai a proibia de participar das reuniões. Ela teve de suportar castigos, xingamentos e ameaças. Aos 7 anos, sua mãe morreu e pouco tempo depois, seu pai se mudou para outra cidade, a fim de morar com a nova esposa. Mas, a garota nunca abandonou a fé em Jesus.

Na nova casa, a situação foi ainda mais difícil e ela chegou a ser castigada ficando sem comida, cada vez que chegava da igreja. Foi quando conheceu Mellina, que flagrou Hadija sendo agredida e a resgatou. Assim Hadija foi adotada por ela e as duas mantém um lindo relacionamento de mãe e filha. Elas também foram ajudadas por um projeto da Portas Abertas, agora Mellina tem um trabalho e Hadija voltou a estudar. Além disso, uma Campanha de Cartões foi feita, especialmente para encorajá-las e levar um pouco de amor cristão às suas vidas.

A campanha, que foi encerrada na semana passada, foi uma bênção, com um total de 1.114 cartões enviados, ou seja, um pacote com quase 5 quilos está a caminho de Hadija e Mellina. Em breve, elas poderão ler as suas palavras de incentivo e encorajamento. A participação dos nossos parceiros nas campanhas é extremamente importante. Contamos muito com a sua presença na vida dos cristãos perseguidos em todo o mundo.

A próxima Campanha de Cartas será para as Crianças da Colômbia. La Casita é um novo abrigo da Portas Abertas no norte da Colômbia, e agora é o lar de crianças e adolescentes vítimas de perseguição. A casa que começou com seis crianças, hoje abriga cinco meninas e dez garotos. Os adolescentes pertencem a uma tribo indígena e suas famílias estão sendo perseguidas pela comunidade. Escreva para eles. Clique aqui para receber as instruções. Envolva-se!

Leia também
“Quero ser pastora quando eu crescer”
Menina cristã é adotada após sofrer maus tratos

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios