Mais uma cristã é morta no Egito

Nadra Mounir tinha 26 anos de idade e era muito ativa na igreja; um dos líderes da região acredita que a morte dela pode ter sido um aviso aos demais cristãos


21-egito-mulher-orando

Em apenas seis semanas, cinco cristãos foram mortos no Egito, o que está causando um clima de medo e insegurança para a igreja no país. Extremistas islâmicos estão cada vez mais violentos e atacando os não-muçulmanos, fazendo aumentar a impunidade em diversas regiões. Nadra Mounir tinha 26 anos e foi encontrada morta em seu apartamento, no Cairo, na noite de 6 de julho. Alguns de seus objetos religiosos foram danificados. Sua morte faz parte de uma série de outros quatro assassinatos de cristãos, desde o final do mês de maio.

Segundo um líder cristão egípcio, os crimes fazem parte de uma campanha mais agressiva contra a igreja no país. De acordo com as informações dele, em fevereiro, o Estado Islâmico prometeu “destruir” os cristãos coptas, embora nenhum grupo ou indivíduo tenha se responsabilizado pelos últimos incidentes.

O corpo de Nadra, que vivia em um subúrbio de maioria cristã, foi encontrado por uma vizinha. “Nós ouvimos sons estranhos vindos do apartamento dela e quando fomos ver o que estava acontecendo, ela já estava caída no chão, com muitos ferimentos e sem vida. Tudo o que tinha pendurado nas paredes e que representavam o cristianismo, foi arrancado e despedaçado”, disse para um dos colaboradores da Portas Abertas.

A vizinha conta que chamou a polícia e que os policiais pegaram as impressões digitais do local. “Nadra tinha dinheiro e joias dentro do seu guarda-roupa, mas não mexeram em nada. Isso deixou claro que o objetivo do criminoso era somente o assassinato”, acrescentou a vizinha. A polícia não emitiu nenhuma declaração e até agora não há suspeitos. “Procuramos viver em paz com nossos vizinhos muçulmanos, mas depois desse incidente estamos todos amedrontados”, disse Nabil Girgis, um morador local. “Eu acho que a morte de Nadra, que era muito ativa na igreja, foi uma mensagem para os cristãos daqui”, concluiu um líder cristão que não foi identificado por motivos de segurança. Ore pela Igreja Perseguida no Egito.

Leia também
Como vivem os cristãos no Egito
A vida dos diáconos na Igreja Perseguida

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios