Tempo de restauração

Cristãos iraquianos retornam a Qaraqosh para reconstruir suas vidas, casas, comércios e igrejas

Iraq_2017_0260105560.jpg

Centenas de iraquianos aguardavam em seus carros, impacientemente, até que os soldados saíssem do caminho para eles passarem. Em seus veículos havia móveis e colchões que estavam sendo levados para o reinício de suas vidas em Qaraqosh, de onde tiveram que fugir quando o Estado Islâmico (EI) chegou para dominar a cidade. George*, um líder cristão atuante dessa região está colaborando para que este recomeço aconteça da melhor maneira.

Ele guia os cristãos pelas ruas que já estão liberadas. Segundo ele, ainda é cedo para dizer que a cidade se levantou das cinzas, mas devagar isto vai acontecendo até que tudo volte ao seu lugar. Antes da invasão do EI, havia cerca de 50 mil cristãos vivendo ali. Ele explica que o recomeço não é fácil, pois a região ficou totalmente devastada. "Nós examinamos a situação, tivemos que desenhar novamente os mapas, já que todos desapareceram durante a ocupação dos jihadistas. Depois, utilizamos imagens de satélite e um arquiteto fez o plano da nossa cidade", explicou o líder.

Ele conta também que Qaraqosh teve que ser dividida em dez distritos e foi organizada por números. "Uma equipe de especialistas visitou as casas para analisar os danos e levantar um orçamento do dinheiro necessário para a restauração", disse George. Depois de dois meses de trabalho, decidiram restaurar primeiro as casas que estavam perto de uma igreja, no centro. "Precisamos recriar o senso de comunidade, começamos por aqui por que há comércios na proximidade", disse ele. "O EI roubou nossos pertences e quebrou tudo, mas nós temos a obrigação de voltar, essa é a nossa cidade, tudo aqui é nosso, as lojas, as casas e as escolas", disse um dos cristãos. "É encorajador ver os cidadãos limpando e restaurando suas casas, como um primeiro passo em direção a uma nova vida, depois de tudo", conclui o líder.

Ore pelos cristãos perseguidos no Iraque e Síria
A campanha "Esperança para Iraque e Síria" foi criada com a intenção de reivindicar a eles o direto à igualdade, condições de vida dignas e um papel relevante na construção da sociedade.

Seja uma voz de esperança

A petição Um Milhão de Vozes de Esperança foi criada em favor dos cristãos perseguidos do Iraque e Síria. O objetivo é garantir melhores direitos aos nossos irmãos. Mais de 9.580 pessoas já assinaram, junte-se conosco e leve esperança para o Iraque e Síria.

Leia também
Depois de 14 anos de guerra, a igreja permanece viva
A semente do evangelho volta a brotar no Iraque

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios