Violência é intensificada no norte do Quênia

O país está em estado de alerta, depois do último ataque do grupo extremista islâmico, Al-Shabaab, no Reino Unido

30-quenia-mulher-andando-nas-estradas-para-garissa

O grupo extremista islâmico Al-Shabaab, intensificou ataques no sul da Somália e também se espalhou para as regiões do nordeste do Quênia, na fronteira entre os dois países. O governo queniano liberou um comunicado de imprensa, na semana passada, pedindo que todos os civis se mantenham vigilantes.

"Na sequência do último ataque extremista, em Manchester, no Reino Unido (durante um show), agora há um risco real de que extremistas locais também passem a atacar por aqui. Por isso, vamos aumentar a nossa vigilância e alertar a todos para que estejam atentos a qualquer atividade suspeita, especialmente enquanto estiverem em locais públicos, restaurantes, terminais de ônibus, aeroportos e em locais de culto", dizia o comunicado.

Alguns planejamentos da Portas Abertas na região que estavam programados para junho foram adiados para outras datas. "Agora vamos observar atentamente a situação. Por favor, juntem-se a nós em oração pela Igreja Perseguida no Quênia e intercedam pelos cristãos que estão em regiões fronteiriças em meio aos combates contra o Al-Shabaab", pede um dos colaboradores.

Pedidos de oração

  • Ore para que a paz prevaleça no Quênia, país que ocupa a 18ª posição na atual Lista Mundial da Perseguição.
  • Interceda pelos cristãos perseguidos no país e ore para que o corpo de Cristo permaneça firme em seus propósitos.
  • Peça também por todos os colaboradores da Portas Abertas que atuam no Quênia, para que estejam seguros e que as viagens ministeriais sejam guiadas por Deus.

Leia também
Como vivem os cristãos no Quênia
Depois da dor vem a cura

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios