Veja como foi a Tarde de Oração

Esther*, cristã perseguida do Vietnã, esteve presente no encontro do Mulheres do Caminho (MDC) em São Paulo e compartilhou desafios da igreja vietnamita

 10-brasil-esther-do-vietna-e-crianca

Na tarde de ontem, (14), o ministério de mulheres da Portas Abertas (MDC), realizou na Igreja Metodista Campo Belo, mais uma Tarde de Oração, evento que reúne mulheres e homens dispostos à intercederem pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo. Esta edição contou com a presença da cristã perseguida Esther, do Vietnã.

Ela compartilhou um pouco sobre a realidade da igreja: "Em um país comunista como o Vietnã o governo quer oprimir a igreja, quer matar a igreja". Porém, Esther destacou: "As portas do Hades não podem prevalecer contra a igreja, aos olhos humanos a igreja iria morrer, mas não há poder nesta terra que venha destruir o poder da igreja".

A cristã ainda testemunhou a importância da Portas Abertas para igreja vietnamita. Deus tem restaurado a identidade e encorajado muitas mulheres, pois no Vietnã elas são oprimidas e consideradas inferiores aos homens. O treinamento dado pela Portas Abertas, é composto por 12 cursos e um deles, é de como ser mais bonita para o Senhor.

Cerca de 70 pessoas estiveram presentes, entre os participantes estava o irmão Dileme José, que ao saber do evento, decidiu unir-se pela primeira vez aos demais irmãos. Juntos, levantaram suas vozes em oração pela Igreja Perseguida. Para Heloisa Helena, também pela primeira vez na Tarde, foi um momento impactante: "Isto é uma oportunidade única. Nós não podemos estar lá com esses cristãos que dão a vida pelo evangelho, mas as nossas mãos, nossos joelhos e nossa intercessão derrubam barreiras".

Participe também
Já estamos preparando a próxima Tarde de Oração. Se você não pôde participar desta, programe-se para estar conosco no dia 8 de agosto em São Paulo. Fique atento à agenda do MDC, reuniões e encontros estão acontecendo pelo Brasil.

*Nome alterado por motivos de segurança.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios