Como vivem os cristãos na Índia

Há anos que a violência vem aumentando consideravelmente no país; a intenção dos extremistas religiosos é que a nação seja hinduinizada

06-india-menina

 

A Índia está em 15º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, classificando-se como um dos países onde é mais perigoso seguir a Cristo. A violência contra os cristãos aumentou consideravelmente e a igreja tem sido alvo, principalmente, de extremistas hindus. O hinduísmo é defendido pelo governo, por isso as atividades nas igrejas são constantemente vigiadas. Há inclusive leis que proíbem os indianos de se converterem ao cristianismo

Entre os incidentes mais comuns estão: ataques às casas dos fiéis, líderes cristãos perseguidos, ameaçados, violentados e até mortos. Esses crimes estão acontecendo com mais frequência, nos últimos anos, por causa da impunidade judicial. Só no período das comemorações de Páscoa, cinco igrejas, em cinco estados diferentes, foram alvo de extremistas. Muitos cultos foram interrompidos, cristãos e líderes levados à delegacia, houve ameaças e até agressão física. Mas apesar de tantos obstáculos, a igreja continua crescendo.

Quase todos os cristãos indianos são perseguidos, mas os ex-hindus são mais pressionados por que tanto a família quanto a comunidade tentam forçá-los a retornar à antiga religião. Um processo de hinduinização está sendo plantado no país, por isso as minorias religiosas ficam ainda mais vulneráveis. A intenção dos extremistas religiosos é que a nação seja completamente hindu e eles investem muito nisso. O número de incidentes aumenta a cada ano, o que parece ser apenas a ponta do iceberg, já que a maioria dos casos não é oficialmente registrado. Essa tendência é perigosa para a igreja no país, que necessita muito de orações.

Leia também
Cristãos enfrentam a "hinduinização" na Índia
Igrejas também foram alvo na Índia

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios