“Queremos viver com Cristo”

A vida é difícil para os cristãos em Bangladesh, mas em meio às tristezas eles encontram a alegria de Jesus e louvam a Deus com suas canções

04-bangladesh-mae-e-filha

Josna* se converteu a Jesus faz alguns anos, juntamente com seu marido e a única filha do casal. Assim como para a maioria dos cristãos, a vida tornou-se mais difícil do que já era. Em 2012, a filha Moushumi*, de 28 anos, se divorciou do esposo assim que ele descobriu que ela estava praticando o cristianismo. Ela e os três filhos foram então morar com os pais. Mas o pai faleceu 3 anos depois. Mãe, filha e netos passaram então a enfrentar uma vida de pobreza e grandes dificuldades. Muitos ex-muçulmanos vivem da mesma forma em Bangladesh por conta da perseguição religiosa no país.

Rejeitados e discriminados de forma geral, os cristãos são hostilizados em escolas, faculdades e locais de trabalho. Mesmo aqueles que decidem abrir algum negócio ou cultivar terras não alcançam uma boa renda, já que as portas se fecham para eles quando fazem suas negociações. Em 2013, porém, Josna ganhou 5 cabras de colaboradores da Portas Abertas, o que fez uma grande diferença em sua vida. “Depois de um ano vendemos as cabras e compramos duas vacas, que também foram vendidas durante um festival islâmico. Com esse dinheiro e mais um pequeno empréstimo, compramos então um pedaço de terra”, compartilhou a cristã.

Josna é empregada doméstica e também trabalha num hotel com sua filha. Juntas, elas pagam as prestações do empréstimo e da escola. Em meio a tanto trabalho e compromissos, elas conseguem louvar a Deus como “cantoras populares” em sua vila. “Somos compositoras e trabalhamos para Deus, conscientizando as mulheres sobre o erro do casamento infantil na região em que vivemos, o que é outro problema que o país enfrenta. Temos também 20 canções de adoração que são apresentadas nos eventos cristãos”, disse ela. Apesar da situação difícil que enfrentam por serem cristãs, as duas irradiam a alegria de Cristo por onde vão. Ao serem questionadas sobre a falta dos maridos, elas dizem que não pretendem se casar novamente. “Queremos viver com Cristo, pois ele tem nos ajudado em todas as necessidades. Somos gratas a Deus e à equipe da Portas Abertas pela ajuda e pelo carinho com nossa família. Por favor, irmãos, continuem orando por nossas vidas e pela igreja em Bangladesh”, pede e conclui Josna.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Motivos de oração

  • Agradeça a Deus pela vida de Josna e sua família que, mesmo enfrentando tantas dificuldades, conseguiram seguir em frente louvando a Deus por isso.
  • Ore pelas composições musicais de Josna e sua filha e peça ao Senhor para sempre lhes dar a inspiração do alto, e que elas evangelizem e conquistem corações para Jesus enquanto cantam.
  • Interceda pela igreja em Bangladesh e pelos cristãos perseguidos; que eles sejam fortes e decididos.

 

Comentários

  • abrão
    29 dez 2016 de 09:47
     

    A sabedoria vem do Senhor que a dá livremente a todos que o buscam de todo coração. Deus seja louvado pela coragem destas irmãs em cantar o que compoem para glória de Deus.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios