Cristãos paquistaneses são libertos da acusação de blasfêmia

A acusação foi baseada no desrespeito pelo Alcorão

20 Pakistan_0510100018

Segundo a Associação para o Desenvolvimento Legal de Evangélicos (LEAD), os cristãos Arif Masih e Tariq Masih, acusados de cometer delito, foram absolvidos e declarados inocentes das acusações de blasfêmia, pelo Tribunal do juiz Iftikhar Husain Cheema, de Wazirabad, uma cidade do Paquistão.

A Associação explicou que Tariq Masih trabalhou numa fábrica de cutelaria, e em seu tempo livre vendia fogos de artifício para ganhar dinheiro extra. Seu irmão Arif Masih trabalhava no Paquistão Railway, e eventualmente, ajudava o irmão. Tariq, o principal acusado do caso, foi transferido para a Tailândia, até ser liberto.

Em 25 de outubro de 2013, Muzammil Malik comprou os fogos de artifício de Tariq Masih, para o casamento de Muhammad Zahid. Alguns dos fogos de artifício não funcionaram como deveriam, e essa foi a queixa apresentada por Khurram Shahzad, que abriu os explosivos e percebeu que eles haviam sido feitos com páginas do Alcorão.

Em uma atualização sobre o caso, o LEAD publicou que, em outubro de 2013, os dois irmãos foram falsamente acusados de blasfêmia, no Thatha Faqir Ullah, uma colônia cristã da cidade de Wazirabad. “O nosso colega Nadeem Masih, um advogado cristão, trabalhou diligentemente e concordou com as queixas das vítimas, ouvindo as testemunhas e, com a ajuda da família, obteve declarações em favor dos dois homens. Suas declarações foram consideradas pelo tribunal e eles foram liberados”.

FontePortas Abertas Internacional
 

Comentários

  • Roseli da Graça
    22 ago 2015 de 08:45
     

    Dou graças ao nosso Bom Deus pela sua justiça, que livrou a estes nossos irmãos, provavelmente de uma pena de morte! A causa da Igreja perseguida deve estar no coração de todo nós, família de Jesus Cristo, por isso apelo a todos, a colocarem esta causa no coração e interceder em sem cessar. "Ora, vem Senhor Jesus"!

  • Vera Lucia de Souza
    20 ago 2015 de 14:27
     

    Obrigada Deus por usar o exército Nigeriano para libertar prisioneiros do Boko Haram.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios