#Ramadã: Entenda como funciona

"Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês." João 15.21

Oracao_pelo_ramada

Quando os relógios no mundo muçulmano marcam 0h no dia 27 de maio, o cotidiano de todos os muçulmanos é alterado. Inicia-se, então, o mês sagrado para a fé islâmica, 30 dias de jejum e oração, o conhecido Ramadã. Nesse período, é comum aos seguidores do islã ir à mesquita orar e se dedicar ao estudo do Alcorão. O Ramadã é o nono mês do calendário muçulmano.

O jejum
Considerado um dos cinco pilares do islã, o jejum é uma das formas mais elevadas de adoração no islamismo. A abstinência de prazeres carnais e o evitar intenções e desejos malignos são considerados atos de obediência e submissão a Alá, bem como o perdão dos pecados e erros cometidos. Chamado de Ramadã (ou Ramazã), os muçulmanos jejuam durante esse mês sagrado do momento em que o sol nasce até o momento em que se põe. Os muçulmanos consideram o jejum um ato de fé e adoração para Deus e procuram, assim, suprimir os desejos e aumentar sua pureza espiritual.

Quando o jejum acaba
O ritual é quebrado após o pôr do sol. O profeta Maomé recomendou quebrar os jejuns com encontros. Os muçulmanos são incentivados a convidar outros para quebrar o jejum em comunhão. Logo após quebrar o jejum e jantar, os muçulmanos fazem a quarta das cinco orações diárias, que é chamada de oração Maghrib. Após a janta, os muçulmanos vão para suas casas de adoração, chamadas de mesquitas, para fazerem a oração Isha, a última das cinco orações.

Segundo o censo demográfico de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil existem mais 35.000 seguidores do islamismo. Muitos praticantes da fé realizam seus rituais em outros países, obedecendo a doutrina.

Os últimos 10 dias
Os últimos dez dias do Ramadã são considerados os mais abençoados. Para muitos muçulmanos, este período é marcado por uma intensidade espiritual e eles podem passar estas noites orando e recitando o Alcorão.

Após 30 dias de jejum, o mês do Ramadã se finaliza com um dia de celebração. Nesse dia, os muçulmanos se reúnem num local para oferecer uma oração de graças. Tradicionalmente, vestem roupas novas e visitam amigos e parentes. Há trocas de presentes e receitas de comidas especiais para essa ocasião são preparadas. Após isso, espera-se pacientemente até que venha o próximo Ramadã.

Poucos sabem, mas o jejum traz muitas implicações e desafios para aqueles que vivem em um país muçulmano e não pertencem à religião islâmica, especialmente para os cristãos. Durante esse período (que nesse ano é de 27 de maio a 24 de junho), são registrados inúmeros casos de intolerância religiosa contra aqueles que professam qualquer outra fé e que não estejam se abstendo de alimentos.

Enquanto os muçulmanos oram a Alá, nós oramos por eles!
Ore pelos cristãos que se encontram no mundo muçulmano, para que a providência de Deus os alcance e não aconteçam atrocidades. Durante esse período, os nossos irmãos em Cristo necessitam ainda mais das nossas orações.

Leia também
#Ramadã: Qual a relação com a Igreja Perseguida?
#Ramadã: O que os cristãos brasileiros podem fazer para ajudar?

FontePortas Abertas Brasil
 

Comentários

  • Ana Paula
    28 jun 2015 de 00:19
     

    faço parte dessa familia linda,acompanho missionarios que minha igreja apoia. amo tudo isso.

  • luiz Renato
    25 jun 2015 de 10:33
     

    Faço parte daOBPC de SV. e pedirei a igreja para estar orando tambem. Sou parceiro a 10 anos.

  • Fabio
    19 jun 2015 de 12:59
     

    Faço para da ADOC- Assembleia de DEUS Ovelhas de CRISTO, portanto também sou responsável pela preservação do Corpo, estarei orando e incentivando os membros a orarem também, que DEUS não retire suas mãos poderosas deste trabalho. Deixo-vos a Paz do SENHOR !

  • Katia
    18 jun 2015 de 11:54
     

    Fazemos parte do MAC, Ministério Árabe Cristão no Brasil. Com o objetivo de interceder e levar o amor de Deus aos muçulmanos em nosso país. É um trabalho interdenominacional. Estamos participando da campanha de 30 dias de oração pela conversão dos muçulmanos e somos parceiros de Portas Abertas.Que o Senhor prospere abundantemente o trabalho que vocês desempenham. E muito importante para o Reino.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios