Eleições no Quênia acontecem hoje. Ore!

Esse é um momento decisivo para o país. Interceda por eleições pacíficas e pelo fortalecimento do Quênia para a construção de um futuro de esperança. Cristãos contam com o seu apoio em orações

Quenia Eleições.jpg

"Quando a luta começou, já não poderíamos fugir para outro lugar. Nós só fechamos nossas casas e esperamos. Meu lar era como uma igreja; tivemos de esconder pessoas de outras tribos." Rose Mungai foi uma das centenas de milhares de pessoas apanhadas no sangrento e violento período pós-eleições de 2007, no Quênia. Hoje, 4 de março de 2013, os quenianos voltam às urnas pela primeira vez, desde o conflito que devastou o país.

Eleições 2007

As eleições presidenciais de 2007 foram bastante disputadas. Quando o presidente Mwai Kabaki declarou vitória, em 30 de dezembro, a oposição estava relutante em aceitar os resultados de um processo que acreditava ser falho.

O conflito que se seguiu abalou o Quênia e chocou o mundo. Assentamentos informais e favelas em Nairóbi foram gravemente afetados, juntamente a outras áreas incertas do país, incluindo a cidade de Rose de Naivasha, onde a população foi surpreendida por ataques de represália.

Mais de mil pessoas morreram como resultado da escalada de violência que tomou conta do país. Além disso, cerca de 300 mil pessoas foram deslocadas semanas antes de um acordo de paz ter sido assinado.

Em processo de paz

Na corrida para a eleição de 2013, líderes religiosos, organizações locais e até mesmo celebridades têm trabalhado pela promoção da paz.
Karimi Kinoti, da organização Christian Aid para a África, disse: "Houve muitos pedidos por eleições pacíficas; meu sentimento, ao falar com as pessoas, é que a mensagem está sendo divulgada."

Sam Ochieng, da mesma instituição, acredita que lições foram aprendidas a partir de 2007: "A população aprendeu muito com as últimas eleições. Eu acho que vai ser diferente dessa vez. Através de alguns programas, pessoas de diferentes origens étnicas se reuniram para discutir questões polêmicas e as coisas se acalmaram um pouco", afirmou.

Bem preparados

Apesar dos esforços que têm sido feitos para garantir que as eleições 2013 no Quênia permaneçam em paz, não há garantia de que o conflito não vá reacender.

Organizações locais estão trabalhando com comunidades e empresas para monitorar incidentes de violência e garantir que eles estejam preparados, caso a situação fuja de controle.

Apesar disso, muitos, como Rose Mungai, esperam que estes preparativos sejam desnecessários: "Ore pela paz. Nós não queremos ver ou ouvir outra crise no Quênia. Queremos eleger nossos governantes em paz e, para isso, só precisamos da sabedoria de Deus para a tomada de decisões e Sua proteção quanto aos problemas mal solucionados."

FonteChristian Aid
TraduçãoAna Luíza Vastag
 

Comentários

  • liveira
    03 abr 2013 de 02:19
     

    Em meu país Brasil , encontro liberdade , para adoara e proclamar o evangelho .Fico triste , porque encontro pessoas despercebidas deixando esta oportunidade de liberdade passar .Ainda bem , esse numero é pouco .Existe grandes grupos religioso que anuncia o evangelho , sem medir esforço . Nisto o numero dos testemunhos estão aumentando .Lindos testemunhos dos que um dia rejeitaram o evangelho ,estão seguindo a palavra de Deus .Por serem transformados e revestidos de fé inabalável . Em outros países . Existe tantos ansioso, para proclamar e não podem falar do amor de Deus . Nem pessoalmente , nem por meios de qualquer comunicação . Sempre falo e peço oração por estes países . oro , por tantos irmãos que anão conheço . Mas ,fazem parte do corpo de Cristo . O qual é toda igreja do planeta .Que confessa que Cristo jesus é o senhor , que pode salvar a toda humanidade . Basta nele acreditar .

  • Edivan Braga
    05 mar 2013 de 08:06
     

    Com certeza nós iremos orar para que as aleições no Quênia sejam pacíficas há um povo sedento por Deus neste país!!oremos

  • Alex Guedes
    04 mar 2013 de 22:56
     

    Com certeza, estarei orando pelo país do Quênia, creio que a vitória é certa, Deus é com essa nação.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios