Pastor é preso por distribuir literatura cristã na Índia

Um pastor indiano foi detido por três dias porque agressores o acusaram de converter hindus ao cristianismo. Segundo os rebeldes, o cristão “criticava a religião hindu e suas práticas religiosas, e também os forçava a beber sangue de vaca”. O ataque ocorreu após 25 hindus radicais terem descoberto que o líder religioso estava distribuindo literatura cristã

Bíblias - Índia.jpg
O pastor John Pargy, de 26 anos, da Igreja Cristã em Birmawal, Ratlam, prega o evangelho de Jesus Cristo na Índia. Ele é casado com a jovem Neelu, de 23 anos, e tem dois filhos, um de dois, outro de cinco anos.

Na última sexta-feira (7), Pargy estava distribuindo literatura cristã na aldeia de Birmawal quando cerca de 25 ativistas dos grupos radicais hindus RSS e Bajranga Dal o atacaram. Agrediram-no e o acusaram de converter praticantes do hindu ao cristianismo.

Embora eles estivessem determinados a tirar sua vida, alguma coisa os fez mudar de decisão e eles o levaram à delegacia de polícia de Birmawal. Prestaram reclamações de que ele estava criticando a religião hindu e as práticas religiosas que a envolvem, e também forçava indivíduos a beberem  sangue de vaca – animal considerado sagrado na Índia.

De Birmawal, ele foi transferido para a delegacia de Ratlam, onde foi acusado sob a legislação da Índia de perturbar a paz pública; enviado à prisão, foi liberto sob fiança, após três dias.

Conheça a história de outro pastor, Andrias Soni, evangelista que também trabalha para o Senhor na Índia. https://www.portasabertas.org.br/noticias/2012/08/1680209/

FonteChristian Persecution News
TraduçãoAna Luíza Vastag
 

Comentários

  • Tárcio Santos
    20 set 2012 de 13:06
     

    Conheço muito bem esse "Alguma coisa os fez mudar de decisão". Agradeço a Deus por Ele ser misericordioso com nossos irmão da Igreja Perseguida. Já que muitas vezes não somos enviados continuemos orando pelos irmão da Igreja perseguida para a Gloria de Deus em seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor.!

  • ALBERTO
    15 set 2012 de 11:17
     

    Que a nossa Presidente envie autoridades ao consulado destes paises para por em liberdade os nossos queridos irmãos epor todos os estrageiros em nosso pais são bem tratados,assim pedimos clemencia

  • Carlos Gomes
    14 set 2012 de 16:16
     

    É bom vermos que ainda existem homens valentes e tementes à Deus. Sinto-me envergonhado, pois temos total liberdade no Brasil e não a valorizamos. Será preciso vir perseguição pra acordarmos e vermos que tudo que vivemos não passa de uma utopia, onde iremos prestar contas à Deus pelas almas que estão morrendo sem salvação. Que Deus abençõe à esse pastor e sua família.

  • Debora
    13 set 2012 de 17:28
     

    Que o Senhor abencoe a ele e sua familia poderosamente por atenderem o ide de Jesus. Quero agradecer ao Senhor pelo livramento de morte dado a ele. "Lanca o teu pao sobre as aguas, e depois de muitos dias o achara". A recompensa do Senhor para este irmao ja esta preparada, creio e profetizo.Amem.

  • Carlos
    13 set 2012 de 14:47
     

    A paz do SENHOR JESUS CRISTO E QUE O ESPIRITO SDANTO DE DEUS continue consolando a cada uns de nós e principalmente nosso amados irmãos em cristo neste paises rebeles coo ´pe o caso da India. A Biblia diz: Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos (Salmo 126:6).

  • Roberto
    13 set 2012 de 13:36
     

    Isto é a pura verdade, está na hora de acordar amados irmãos brasileiros!!!! Vamos pregar o evangelho de Jesus, não a placa da igreja x ou y...

  • patricio
    13 set 2012 de 12:20
     

    é verdade

  • Cauani Oliveira
    13 set 2012 de 02:46
     

    Fico triste em saber que o meu irmão em Cristo,tava pregando o evangelho foi detido,pois lá é outra religião;por outro lado fico feliz em saber que independente da situação se pode ou não ele prega. Enquanto nós aqui podendo pregar e não pregamos.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios