Prisão de pastor gera polêmica no Vietnã

O pastor cristão Nguyen Cong Chinh é líder de uma igreja doméstica no Vietnã. No entanto, a igreja dele não era registrada junto ao governo e, por isso, ele foi preso e condenado a 11 anos de prisão, sob a acusacão de “perturbar a unidade nacional”

O julgamento foi realizado na província de Gia Lia e deixou muitas pessoas pensativas sobre a coexistência da fé e do comunismo no Vietnã. O caso do pastor Chinh, que admitiu estar liderando a Igreja Menonita do Planalto Central, deixou os cristãos temerosos, com medo de que isso se torne comum num futuro próximo.

“Onze anos de prisão porque ele não registrou uma igreja que não estava prejudicando ninguém? Estou chocada”, disse uma cristã que vive em Hanói e frequentava as reuniões que aconteciam sob a liderança do pastor Chinh.

“Eles sempre falavam bem do pastor, por isso é contraditório o prenderem e o condenarem a tantos anos de prisão por causa de sua fé”, acrescentou a cristã.
Chinh foi preso em abril de 2011 e também condenado por fazer a distribuição de panfletos antigoverno que estariam “seduzindo as minorias étnicas rebeldes”, disse o relatório.

No Vietnã, que é um Estado comunista, todas as igrejas devem ser registradas pelo governo, um sistema que é extremamente criticado por grupos de direitos humanos em todo o mundo.

“A atmosfera geral para a liberdade religiosa no Vietnã é hostil”, disse John Sifton, diretor na Ásia da Agência de Direitos Humanos (HRW). Ele classificou o registro obrigatório de grupos religiosos e organizações como “um processo profundamente burocrático e crivado de armadilhas”.

O caso do pastor Chinh traz à tona a estranha relação entre a religião e a política no Vietnã. Analistas políticos dizem que, enquanto o sistema está se abrindo paulatinamente, os responsáveis por instituições religiosas devem estar prontos para obedecer às leis e regulamentos.

Por enquanto, a comunidade cristã vai ter que esperar a libertação do pastor Chinh, isso é, se ainda houver a possibilidade dele receber clemência do Estado. “Eu realmente espero que isso aconteça, porque ele é um bom homem”, disse um cristão.

Pedidos de oração

•Ore para que haja um novo julgamento do caso e pela liberdade do pastor Chinh.

•Peça a Deus que fortaleça a Igreja liderada pelo pastor Chinh para que não desanimem diante dessa difícil situação.

•Ore pelas igrejas em países comunistas que são privadas de exercer seu direito de liberdade de culto.

FonteBykia Masr
TraduçãoLucas Gregório
 

Comentários

  • Denise Bueno
    03 abr 2012 de 00:02
     

    o que me choca realmente é assitir a Igreja no Brasil, lutando contra ela mesma. Aqui não temos perseguição, nem radicais de outras religiões. Então nós mesmos nos ferimos e nos perseguimos, com xingamentos, vergonha, usando horários preciosos na tv para tal. Deus tenha misericórdia de nós e nos ajude a mantermos nosso foco no que realmente importa. Por exemplo, orar pela igreja perseguida.

  • Informativo Missionário
    02 abr 2012 de 11:00
     

    estou publicando todas publicações desse site no meu face informativo missionário, tem sido uma benção...que Deus vos abençoe.

  • Taiana
    01 abr 2012 de 23:06
     

    precisamos orar pelo povo de Deus.. a muitos irmãos sendo perseguidos,temos um Deus que:cura,restaura ,transforma,e perdoa e protege,faz descançar,justificar,ajuda e ama..

  • Ana Paula
    01 abr 2012 de 15:06
     

    Vou orar para que DEUS ajude a igreja, pois nao é facil esse momento, mais perceverem na fé, orarei para que o SENHOR JESUS entre com providencia para a libertaçao do servo dEle. Fiquem na Paz de JESUS CRISTO. Amem.

  • joana darc de medeiros dantas
    01 abr 2012 de 08:27
     

    meu DEUS ajude seus servos na façe da terra te louvo pelo BRASIL onde posso ter a liberdade de te servir

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios