Milhares de Salafistas se reunem para discutir a Lei Islâmica (Sharia), na Tunísia

"Com a abertura democrática, a Tunísia mudou seu cenário, mas os principais componentes politicos do país são islâmicos e extremistas"

Milhares de salafistas foram convocados para votar a inclusão da Lei Islâmica (Sharia) na nova Constituição da Tunísia. Os slogans pediam o Alcorão (livro sagrado dos muçulmanos) como a única constituição do país. "As pessoas querem a aplicação da Lei de Deus", "Nosso Alcorão é nossa constituição" "Não há constituição sem Sharia", e "A Tunísia não é secular nem científica, é um Estado islâmico", os manifestantes gritaram. Dois deputados, Sahbi Atig e Habib Ellouze, membros do partido islâmico Ennahda, estavam entre os manifestantes, revelando que o atual governo, eleito democraticamente após a “primavera árabe” apoia a Lei Sharia na Constituição.

A seguir, leram trechos de um editorial da revista norte-Africana, Le Courrie de l'Atlas, sobre "a demonstração de força" dos salafistas durante a manifestação nas ruas da Tunísia:

"Esta tarde ensolarada, na Praça de Bardo fazia lembrar o Afeganistão”. Em resposta ao convite lançado por salafistas, em redes sociais, uma avalanche de pessoas, cerca de 30 mil pessoas, por volta do meio-dia, reuniu-se para pressionar os deputados tunísianos a fim de que a  Sharia seja a única fonte de direito.

Os manifestantes começaram a gritar juntos" Allahhu Akbar! "[Deus é o maior! ], ficando o clima ainda mais hostil.

"Os veículos de comunicação estrangeiros, que participaram do evento, também ficaram admirados com a separação entre homens e mulheres, na manifestação, pois os homens incitavam as mulheres a repetirem slogans, tais como "O povo quer a aplicação da Sharia".

Pedidos de oração

• Ore para que o novo governo cumpra a promessa de fazer da Tunisia um país democrático.

• Peça a Deus que as mudanças politicas beneficiem as minorias religiosas do país.

• Peça a Deus que fortaleça os cristãos do país a permanecerem firmes, apesar da pressão que enfrentam.

Leia o livro CRISTÃOS SECRETOS e saiba mais sobre o cotidiano de cristãos que vivem em países de maioria muçulmana, como o Iraque. Irmão André e Al Jansen; Ed. Vida.

FonteGatestone Institute
TraduçãoMarcelo Peixoto
 

Comentários

  • Vinícius
    29 mar 2012 de 23:34
     

    Chegará o dia em que cada joelho muçulmano ou não se dobrará ante Aquele que reina por direito: Jesus Cristo. Aquele que não precisará de armas ou de homens para estabelecer o seu governo, pois possui em suas mãos o poder e autoridade máxima e apenas aguarda pacientemente o momento em que o Pai sujeitará todos os seus inimigos debaixo dos seus pés!!!! Jesus Cristo é o Senhor!!!

  • VERA LUCIA DE SOUZA
    28 mar 2012 de 15:59
     

    BOM É SABER QUE NOSSOS IRMÃOS TEM UMA GRANDE CARGA DO PODER DE DEUS EM SUAS VIDAS, E QUE NO TEMPO DE DEUS SE MANIFESTARÁ.

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios