Tunísia

O país viveu um longo período de descontentamento social, econômico e político que resultou na Revolução do Jasmim (início da Primavera Árabe), entre os anos de 2010 e 2011.

Continue lendo
Desde a queda do presidente Zine El Abidine Ben Ali, em 2011, o panorama político na Tunísia se transformou.

No entanto, a Constituição aprovada em 2014 não resolveu as questões de segurança nem afastou a violência causada pelas milícias islâmicas na região. Ao contrário, com a frequente ameaça desses grupos extremistas, até o setor de turismo foi prejudicado.

Para a igreja no país, a situação não é diferente, na verdade é um pouco mais complicada. O nível de violência contra os cristãos diminuiu um pouco desde o ano passado. Em contrapartida, o país que ocupava o 32º lugar na Lista Mundial da Perseguição, agora subiu para 29º. Os ex-muçulmanos são hostilizados pelos familiares e pela sociedade, por isso vivem sua fé em segredo.

Saiba mais.

 
Pedidos de oração

  • Ore pelos cristãos tunisianos rejeitados e perseguidos por sua fé. 
  • Interceda pelos nossos irmãos, principalmente por aqueles que perderam a esperança e têm dificuldade para seguir em frente.
  • Ore para que o Senhor impeça os planos dos extremistas muçulmanos de criar o caos no país. Que Jesus toque em seus corações e que eles sejam impactados pelo seu amor.