Egito

Os cristãos representam apenas 10% da população egípcia. O estilo de governo autoritário do presidente Al-Sisi restaurou, em certa medida, o Estado de direito no Egito, mas também implica um cumprimento mais rigoroso da legislação relativamente restritiva relacionada aos assuntos religiosos.

Continue lendo
Os grupos islâmicos se sentiram ofendidos pela retirada do ex-presidente Morsi e também visam aos cristãos, que são tidos como apoiadores da remoção dele. Portanto, os cristãos egípcios vivem em uma sociedade profundamente polarizada, em que o abismo entre os islâmicos e os egípcios secularistas/nacionalistas é prejudicial à estabilidade.

O governo do presidente atual parece determinado a lutar contra os militantes islâmicos, mas ao mesmo tempo, parece improvável que tome medidas significativas para garantir a liberdade de religião e a igualdade de cidadania dos cristãos.

Saiba mais.

 
Pedidos de oração

  • Ore pelos novos convertidos ex-muçulmanos. Para eles, defender a fé em um país como o Egito é muito difícil. Peça para que não desistam.
  • Interceda pelas autoridades do país que ficam reféns dos grupos islâmicos radicais. Que eles encontrem estratégias para defender as minorias.
  • Ore pelos diferentes tipos de extremistas islâmicos no Egito. Que eles tenham encontros com o Senhor e conheçam o Deus de paz.