Coreia do Norte

A Coreia do Norte lidera a Lista Mundial da Perseguição pelo 15º ano consecutivo. Um lugar onde os direitos à liberdade de pensamento, religião, expressão e informação não são respeitados. Há anos, não há mudança para a igreja: cristãos enfrentam níveis de pressão extremos em todas as áreas da vida, combinados com alto grau de violência.

Continue lendo
O país é o mais fechado do mundo, onde o cristianismo é visto como ocidental e hostil. Cristãos tentam esconder sua fé para evitar serem presos e enviados para campos de trabalhos forçados. É esperado que os cidadãos adorem somente a família Kim, que governa o país há quase 70 anos. Por isso, a maioria dos pais cristãos não compartilham sua fé, nem mesmo com seus filhos, por medo de que possam delatar a fé dos pais se forem perguntados sobre atividades cristãs.

Igrejas não podem existir. Reunião com outros cristãos são perigosas. É altamente arriscado ler a Bíblia ou expressar a fé cristã de qualquer maneira. Livros cristãos são cuidadosamente escondidos e usados apenas quando os cristãos têm certeza de que estão realmente sozinhos, depois são repassados ou destruídos após terem seu conteúdo memorizado.

Mais de vinte cristãos foram mortos e mais de cem foram presos no período de pesquisa da Lista Mundial da Perseguição 2017. O objetivo de Portas Abertas sempre foi de “fortalecer o que resta e está para morrer” (Ap 3.2). Esse versículo é especialmente aplicável para a situação da igreja subterrânea norte-coreana. Sem o apoio do corpo de Cristo, muitos cristãos morreriam de fome física e espiritual.

Naturalmente, é difícil confirmar o número de cristãos em um ambiente altamente restritivo. Entretanto, com base em informações de dentro do país, a Portas Abertas estima um intervalo entre 200 mil e 400 mil cristãos. Quaisquer que sejam, as estatísticas mostram que a igreja secreta está crescendo de forma lenta, mas firme.

Saiba mais.

 
Pedidos de oração

  • Kim Jong Un continua consolidando seu poder. Nenhuma mudança ou melhorias foram observadas no último ano. Ore para que o líder conheça o único Deus verdadeiro; ore por uma mudança dentro do regime e que o poder do mal seja quebrado.
  • A situação dos cristãos é vulnerável e precária. Eles enfrentam perseguição de autoridades do Estado e da família, amigos e vizinhos. Ore para que Deus derrame sua graça e proteção.
  • Ore por força e perseverança aos cristãos que sofrem em prisões, campos de trabalho forçado e áreas remotas, e eles que consigam testemunhar de Cristo independentemente das circunstâncias.