O Pai que vê em secreto

O Pai que vê em secreto


Em suas reuniões secretas, os cristãos perseguidos da Coreia do Norte sabem que suas orações são ouvidas e assim permanecem firmes na fé

 

É difícil entender como é a vida dos cristãos em um país tão hostil e isolado como a Coreia do Norte. Às vezes parece ficção pensar em pessoas aprisionadas por sua fé em Jesus – e muitas vezes toda uma família presa por gerações – quando são descobertas. É difícil entender que nossos irmãos não estão livres para participar e fazer parte de uma igreja, ou mesmo expressar sua crença diante de seus filhos, com medo de que digam algo à pessoa errada.

O abuso que os cristãos norte-coreanos suportam lembram as histórias do Antigo Testamento, onde reis como Nabucodonosor forçavam as pessoas a adorar ídolos ou serem jogados em uma fornalha.

Quando nos sentamos para ler a Bíblia, não pensamos em ser espionados, presos ou perder a vida por causa disso. Mas esse não é o caso de muitos de nossos irmãos e irmãs que moram na Coreia do Norte, onde é ilegal possuir uma cópia da palavra de Deus ou praticar a fé.

Lee Joo-Chan se recorda de ver seus pais lendo um livro secreto à noite: “Mas quando você orar... ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará”. Mateus 6.6

“Eles sussurravam as palavras e eu sabia que aquela era a fonte de sabedoria deles. Eu também sabia que se eu falasse sobre isso para alguém, nossa família seria levada embora”.

Trinta anos depois, Lee finalmente descobriria a fé secreta de sua família. Agora um pastor na Coreia do Sul, ele é incrivelmente grato pela coragem de seus pais, que arriscaram a vida para adorar e seguir Jesus.

Os pais de Lee não são os únicos cristãos secretos na Coreia do Norte. Você pode ficar surpreso ao saber que, apesar da ameaça de prisão e morte, centenas de milhares de cristãos na Coreia do Norte encontram maneiras secretas de adorar a Jesus e segui-lo – não muito diferente dos cristãos da igreja primitiva que desenhavam um peixe no chão, com os pés, como um símbolo de sua fé e secretamente se reuniam em catacumbas.

Normalmente, esse tipo de igreja se reúne na casa de uma família que tem um ou mais filhos. Nem sempre a casa é ideal para reunir nem mesmo um número pequeno de cristãos. Por vezes, tem apenas um quarto e uma pequena sala de estar. E, além desse grupo de pessoas se “espremer” no pequeno espaço, deve ter muito cuidado para não fazer barulho. Muitas vezes os vizinhos percebem quando algo está acontecendo, já que as casas na Coreia do Norte são construídas juntas e as paredes e estruturas são muito finas. Bom é quando as reuniões acontecem em casas perto dos bosques para os cristãos terem onde esconder a cópia da Bíblia, se tiverem uma.

Um colaborador de campo da Portas Abertas descreve como é o culto secreto, ao contrário do que Lee Joo-Chan se lembra: “A reunião acontece quase sempre depois da meia-noite. Os filhos mais novos já estão dormindo. Então o chefe da família se afasta com cautela, desenterra sua Bíblia e a traz de volta para dentro. As cortinas são puxadas e muito, muito suavemente ele a lê para a esposa e filho de 16 anos de idade. Recentemente, o pai compartilhou o evangelho com ele. Agora, já com idade suficiente para entender a responsabilidade de guardar o segredo, o pai espera que ele não os traia acidentalmente. Claro, ele não entendeu o evangelho no começo, mas o pai continuou ensinando com muita paciência. Afinal, a família há anos ora para que um dia ele esteja pronto para ouvir falar de Cristo e conhecer ‘O Livro’”.

 

Então, eles leem a Bíblia no escuro, oram – as palavras dificilmente são audíveis. Cantam em sussurros e se alegram por cultuarem a Deus, mesmo em secreto.

Saiba mais assistindo o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=0dvvfat0iBE

 

Pedidos de oração

  • Ore para que os cristãos que se reúnem secretamente na Coreia do Norte não sejam descobertos e presos injustamente. E, se forem pegos que sejam fiéis até o fim.
  • Peça pelos filhos dos cristãos secretos, que Deus os proteja nas escolas e os prepare para ouvirem o evangelho, em tempo oportuno, com segurança.
  • Interceda pelos vizinhos dos cristãos na Coreia do Norte, para que sejam ganhos sem palavras e desfrutem do amor do pai que vê em secreto.
  • Clame para que o suprimento de Bíblias chegue às mãos dos cristãos norte-coreanos através das doações dos parceiros da Portas Abertas no Brasil, em especial no DIP 2019.

 

ENVOLVA SUA IGREJA NO DIP 2019. CADASTRE-SE!

Logo Portas Abertas

Caixa Postal 18.105
CEP 04626-970
São Paulo/SP
+55 11 2348 3330 / 2348 3331
falecom@portasabertas.org.br