República do Iraque

República do Iraque

  • Fonte de Perseguição: Opressão islâmica
  • Capital Bagdá
  • Região Oriente Médio
  • Lider Fuad Masum
  • Governo República parlamentarista
  • Religião Islamismo
  • Pontuação 86

POPULAÇÃO
MILHÕES

POPULAÇÃO CRISTÃ
MIL

Oportunidade de emprego para refugiados em Erbil

Empregados pela fábrica de plástico fundada pela igreja, muitos cristãos agora têm a própria renda mensal
Oportunidade de emprego para refugiados em Erbil A fábrica pertence a igreja

Para ter um futuro em algum lugar, você precisa ser capaz de ter a própria renda. Por essa razão, é tão importante criar oportunidades de trabalho. É isso que os nossos parceiros locais no Iraque estão fazendo. Por exemplo, em agosto passado, eles conseguiram abrir uma fábrica de plástico em Erbil, no curdistão iraquiano, para os refugiados de Bashiqa. Cerca de quatorze pessoas encontraram um emprego.

Hafid é um desses trabalhadores. Ele é um dos deslocados de Bashiqa que está morando em Erbil. Ele acabou de terminar o ensino médio e encontrou trabalho na fábrica. “Estou muito feliz por trabalhar agora. Espero poder ganhar dinheiro e depois continuar meus estudos”, afirma o jovem.

A fábrica de plástico começou a funcionar em meados de 2017. Foi uma ideia apresentada em 2016 aos nossos parceiros locais por um líder cristão de Bashiqa. O projeto pretendia oferecer oportunidades de trabalho para os deslocados internos da Bashiqa. A fábrica é propriedade da igreja. Além de criar oportunidades de emprego para os refugiados, ela também gera renda para a igreja. O dinheiro que vai para a igreja será usado para ajudar os necessitados e organizar atividades para as pessoas.

O responsável pela fábrica é Nihad, um professor de biologia do ensino médio. Ele tem 54 anos e é também é um cristão refugiado de Bashiqa. “Sua organização nos motivou a iniciar projetos que ofereçam trabalho. Não devemos depender de cestas de comida”, diz o cristão. Ele afirma também: “No momento, vendemos nossos produtos para dezessete fábricas que compram nossas latas e garrafas”. A fábrica também quer ter um certo armazenamento de latas e garrafas para prepará-los quando alguém fizer uma nova encomenda. A fábrica começou com a produção de apenas dois tipos de latas. Agora, eles têm muitos outros modelos disponíveis. (Essa história continua).

Leia também
A mudança na vida de refugiados
A difícil realidade dos refugiados no Líbano
Como estão os cristãos após os conflitos no Curdistão

Logo Portas Abertas

Caixa Postal 18.105
CEP 04626-970
São Paulo/SP
+55 11 2348 3330 / 2348 3331
falecom@portasabertas.org.br