República da União de Mianmar (Burma)

República da União de Mianmar (Burma)

  • Fonte de Perseguição: Nacionalismo religioso
  • Capital Nay Pyi Taw
  • Região Sudeste Asiático
  • Lider Htin Kyaw
  • Governo República parlamentarista
  • Religião Budismo
  • Pontuação 65

POPULAÇÃO
MILHÕES

POPULAÇÃO CRISTÃ
MILHÕES

Mais estudantes conseguem escapar, mas 20 mulheres ainda estão detidas

Jovens cristãos foram recrutados à força por grupo armado e foram forçados a participar de treinamento militar
Mais estudantes conseguem escapar, mas 20 mulheres ainda estão detidas Mulheres de Mianmar (foto representativa)

Quatro dos 41 alunos de estudo bíblico foram recrutados à força por um exército de uma minoria étnica no estado de Shan, no norte de Mianmar, em setembro, escaparam, de acordo com a agência de notícias UCAN.

No mês passado, um grupo inicial de 17 estudantes escapou de uma base do grupo armado United Wa State Army (UWSA) nas colinas de Wa, próxima à fronteira com a China.

Os 20 estudantes restantes são todos mulheres, e o líder cristão Lazarus, porta-voz de uma comunidade cristã batista na região, disse à UCAN que temia pela sua segurança.

Os quatro estudantes que escaparam são meninos entre adolescência e a juventude. Eles disseram que a UWSA os forçou a participar de treinamento militar, incluindo o uso de armas de fogo, segundo o líder Lazarus.

Em seu voo pela selva eles não puderam comer e “quando chegaram tiveram alguns problemas psicológicos”, disse ele. “Mas eles estão lidando com isso, pois agora se sentem seguros em se refugiar na igreja”, acrescentou.

Os 41 estudantes estavam tendo aulas bíblicas em várias igrejas na região norte do estado de Wa, que faz fronteira com a China, quando foram recrutados à força.

Wa é um estado autônomo na fronteira com a China e a Tailândia, que não é reconhecido pelo governo de Mianmar. O UWSA é o maior exército não-estatal de Mianmar e é, supostamente, apoiado pela China.

A UWSA emitiu uma declaração no Facebook em 6 de setembro, em chinês, declarando que todas as igrejas, missionários, professores e clérigos existentes deveriam ser investigados, trabalhadores estrangeiros da igreja banidos e aqueles que apoiavam atividades missionárias punidos.

Desde então, a UWSA destruiu igrejas, ordenou que os cristãos não orassem mais nas igrejas e proibiu a construção de novos templos e ensino religioso nas escolas.

Leia mais
92 pastores são presos por grupo armado em Mianmar
Igrejas são destruídas e líderes cristãos interrogados

Logo Portas Abertas

Caixa Postal 18.105
CEP 04626-970
São Paulo/SP
+55 11 2348 3330 / 2348 3331
falecom@portasabertas.org.br