Reino do Marrocos

Reino do Marrocos

  • Tipo de Perseguição: Opressão islâmica
  • Capital Rabat
  • Região Norte da África
  • Líder Mohammed VI
  • Governo Monarquia parlamentarista constitucional
  • Religião Islamismo
  • Pontuação 63

POPULAÇÃO
MILHÕES

POPULAÇÃO CRISTÃ
MIL

Entenda porque o Marrocos entrou na Lista 2019

Com a divulgação de novas informações, os índices de pressão e violência aumentaram comparados às médias do ano anterior
Entenda porque o Marrocos entrou na Lista 2019 Nos últimos cinco anos, a média de pressão aos cristãos teve um aumento muito grande no país

O Marrocos, com 63 pontos, chegou à 35ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019. A pontuação no ano anterior foi de 51 pontos, deixando o país fora dos 50 países apresentados na lista. Esse aumento na pontuação ocorreu devido a um entendimento mais amplo da situação, por meio de novas informações disponibilizadas que alteraram os índices de pressão e violência.

A média de pressão aos cristãos está em um nível muito alto - 12,3 pontos de um total de 16,7 - subindo de 10,1 do ano de 2018. A pressão está extrema na esfera da Igreja (14,4 pontos), o que reflete as limitações que as igrejas expatriadas enfrentam ao tentar compartilhar sua fé com outros e como o governo tem efetivamente estrangulado a comunhão entre comunidades de convertidos.

A próxima pontuação mais alta é encontrada na esfera da família (13,3 pontos), que reflete a pressão que os convertidos enfrentam quando querem praticar sua nova religião em público: se batizando, casando ou até mesmo ao tentar fazer um enterro de uma forma cristã. Eles enfrentam pressão da família, sociedade e até mesmo do governo, principalmente nas áreas rurais.

Já a pontuação da violência subiu de 0,6, média de 2018, para 1,5, em 2019. A razão desse ganho é o aumento dos incidentes relatados. Nos últimos cinco anos analisados, a média de pressão teve um aumento muito grande, chegando ao nível atual. Isso fica evidente pelo fato do país não entrar no Top 50 em outros anos.

Pedidos de oração

  • Ore para que mais pessoas sejam alcançadas pelo amor de Cristo e que haja mais liberdade para os cristãos.
  • Interceda para que haja uma maior aceitação da fé cristã no país.
  • Apresente a falta de literatura cristã e Bíblias em árabe para cristãos locais.

 

Leia também
Marrocos proíbe casamento forçado e violência sexual
Jovens vivem como cristãs secretas no Marrocos
Cristãos marroquinos celebram Natal em igrejas domésticas

Logo Portas Abertas

Caixa Postal 18.105
CEP 04626-970
São Paulo/SP
+55 11 2348 3330 / 2348 3331
falecom@portasabertas.org.br