História
 

Fundador

O Contrabandista de Deus

Esse é o título pelo qual o fundador da Portas Abertas, Irmão André, é conhecido, devido as suas muitas experiências levando Bíblias para países onde a distribuição e a posse desse livro eram e ainda são proibidas.

É também o título de sua autobiografia, que narra com detalhes as travessias perigosas que André fez, as perseguições que sofreu da polícia secreta russa, a KGB, e a jornada corajosa de um cristão valente, que levou uma vida radical por Jesus Cristo.

Depois da publicação desse primeiro livro, Irmão André escreveu outros nove livros, inclusive a continuação de sua autobiografia, Desafiando os Limites da Fé, na qual revela os segredos de seu ministério ao ilustrar suas experiências em países como a China, Sudão e Cuba, nos 30 anos que sucederam a fundação do ministério da Portas Abertas.

Leia mais sobre sua história: O Contrabandista de Deus

Como está o fundador
Em 2011, o fundador da Portas Abertas, Irmão André, completou 83 anos de idade e 58 de serviço à Igreja Perseguida. E depois de ter visitado quase o mundo todo, servindo a cristãos livres e perseguidos, sua saúde começa a dar sinais de que é necessário descansar.

Em 2008, ele fez um anúncio oficial de que não mais visitaria países livres e que tinha o desejo de dedicar seus últimos anos visitando a Igreja Perseguida. Desde então, o Irmão André participou de poucos eventos na Europa e investiu suas energias no contato com líderes do Talibã e Al Qaeda, no Paquistão e Afeganistão.

No dia 28 de fevereiro de 2011, André recebeu o prêmio de Herói da fé da Universidade de Liderança, na Flórida, Estados Unidos.

O médico do Irmão André pediu-lhe que não viaje mais e, por isso, ele tem repousado e dedicado seu tempo à oração pela Igreja Perseguida e também a receber visitas de membros da Portas Abertas, amigos e familiares.