Declaração de fé
 

Declaração de Fé

Integra o regimento interno da Portas Abertas Internacional:

Como cristãos, aceitamos a revelação do Deus trino, dada por intermédio das Escrituras do Antigo e Novo Testamentos, confessando a fé histórica do evangelho nele apresentada. Afirmam-se aqui as doutrinas consideradas cruciais para o entendimento da fé e que devem resultar em amor mútuo, serviço cristão e interesse evangelístico.

• A unidade de Deus, consistindo eternamente em três Pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
• A soberania e a graça de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo na criação, providência, revelação, redenção e juízo final.
• A soberania na inspiração divina das Santas Escrituras e sua consequente confiabilidade total e autoridade suprema em toda matéria de fé e conduta.
• A corrupção e culpa universal do homem caído, sujeitando-o à ira e condenação de Deus.
• O sacrifício substitutivo e o derramamento de sangue do Filho de Deus encarnado, como a única e suficiente forma de redenção da culpa e do poder do pecado e de suas consequências eternas.
• A justificação dos pecados apenas pela graça de Deus, através da fé no Cristo crucificado e ressurgido dos mortos.
• A iluminação, regeneração, habitação e santificação do Espírito Santo.
• O sacerdócio de todos os santos, que formam a Igreja universal, o Corpo do qual Cristo é a cabeça e que está comprometido com a sua ordem de proclamar o Evangelho por todo o mundo.
• A expectativa da volta pessoal e visível do Senhor Jesus Cristo, em poder e glória.
• A ressurreição dos salvos para a vida eterna e dos condenados para a punição eterna.

Como organização cristã, a Portas Abertas adota o “credo dos apóstolos” [1].
[1] “Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, Seu único Filho, nosso Senhor, O qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao inferno, no terceiro dia ressuscitou dos mortos, subiu ao céu e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir julgar os vivos e mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Cristã, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.”